Etiquetas

, , , , , , , ,

Monty Python em 1970: John Cleese, Michael Palin, Graham Chapman, Eric Idle, Terry Gilliam e Terry Jones

Como segundo volume do super-ciclo Os Reis da Comédia, dedicado a alguns dos nomes mais marcantes da comédia no cinema, chega agora o ciclo Monty Python.

Reunidos em Inglaterra, para a série da BBC, “Monty Python’s Flying Circus”, o grupo composto por John Cleese, Graham Chapman, Terry Gilliam, Eric Idle, Terry Jones e Michael Palin, tornou-se um fenómeno de popularidade que passou da televisão para os discos e livros, espectáculos ao vivo, e claro, o cinema. Aí, como tinham feito desde o início, inovaram com tipos de humor e formas narrativas pouco convencionais, que se baseavam no surrealismo, absurdo, associações livres, cortes abruptos, ligações improváveis, tudo com um humor corrosivo, que testava novas barreiras, e se baseava, tanto na sátira pura como em complexos exercícios intelectuais, desde o humor visual ao verbal.

Os Monty Python deram-nos cinco filmes no grande ecrã (três originais, uma reciclagem de material televisivo e um espectáculo ao vivo), tendo além disso continuado a colaborar entre si em filmes realizados, escritos e/ou produzidos por algum deles. A sua influência permanece, graças a uma obra ímpar e original que ainda hoje é vista com encanto.

Textos adicionais
A lista de filmes

Anúncios