Etiquetas

, ,

Durante cerca de uma década, Errol Flynn e Olivia de Havilland foram um dos pares românticos mais mediáticos do cinema de Hollywood. Um daqueles casos em que, após os filmes terminarem, o público os imaginava a viverem fora da tela as mesmas aventuras.

Errol Leslie Thomson Flynn (1909 — 1959) foi um australiano que conquistou Hollywood ao jeito de Crocodile Dundee, com fama e proveito de galã, conquistador, boémio, habituado a desafiar-se fisicamente, e a escandalizar a vida social onde passava. Os excessos, com mulheres, álcool, droga, etc. trouxeram-lhe dissabores com a opinião pública e a justiça, dando-lhe uma vida digna do seu personagem de aventuras. Já Olivia Mary de Havilland (n. 1916), uma britânica de modos doces e levemente aristocráticos (e irmã da também actriz Joan Fontaine), apresentava um lado mais recatado, tendo sido das raras estrelas do seu tempo a resistir aos avanços (que existiram) de Flynn.

Tendo mantido sempre uma respeitosa amizade, Flynn e de Havilland tiveram a curiosidade de – ambos recém-chegados a Hollywood – verem no seu primeiro filme conjunto – “Capitão Blood” – o lançamento fulgurante de ambas as carreiras. O contraste de personalidades e a beleza física de ambos fazia deles um par ideal aos olhos do público, quer fosse em aventuras de capa e espada, em westerns ou comédias românticas. E mesmo que ambos tenham brilhado noutros filmes – sobretudo de Havilland que sobreviveu a Flynn por muitas décadas – são sempre os oito* filmes conjuntos (todos para a Warner Bros., quase todos de Michael Curtiz), aqueles que mais rapidamente recordamos.

* oito filmes de nove em que ambos participaram, já que no último – o multi-estrelado musical para o esforço de guerra “Brilham as Estrelas” – apenas entraram em cameos isolados, não se tendo encontrado no set.

• 1935: Captain Blood (O Capitão Blood) – Michael Curtiz
• 1936: The Charge of the Light Brigade (A Carga da Brigada Ligeira) – Michael Curtiz
• 1938: The Adventures of Robin Hood (As Aventuras de Robin dos Bosques) – Michael Curtiz, William Keighley
• 1938: Four’s a Crowd (Quatro São Demais…) – Michael Curtiz
• 1939: Dodge City (Vida Nova) – Michael Curtiz
• 1939: The Private Lives of Elizabeth and Essex (Isabel de Inglaterra) – Michael Curtiz
• 1940: Santa Fe Trail (A Caminho de Santa Fé) – Michael Curtiz
• 1941: They Died with Their Boots On (Todos Morreram Calçados) – Raoul Walsh
• 1943: Thank Your Lucky Stars (Brilham as Estrelas) – David Butler