Etiquetas

, , , , , , , , , , , , , , ,

Seven Swords No início do século XVII a China via o início do longo domínio da dinastia Qing, de origem manchu. Temendo os nacionalismos chineses, foi decretada a proibição da prática de artes marciais, sendo oferecido um prémio por cada prevaricador apanhado. Fire-wind (Sun Honglei), um mercenário com um exército próprio, vê nisso uma oportunidade de enriquecer, e manda os seus homens em busca de lutadores desobedientes, muitas vezes massacrando aldeias inteiras. Quando Fu Qingzhu (Liu Chia-Liang) resiste, a perseguição torna-se mais violenta, mas este encontra abrigo numa aldeia, onde Wu Yuanyin (Charlie Yeung) e Han Zhibang (Lu Yi) se apiedam dele e o levam até ao Monte Céu, onde se esconde uma mítica comunidade de lutadores.

Análise:

Tsui Hark foi um dos nomes fortes do cinema de acção saído de Hong Kong nas últimas décadas do século XX, fazendo parte do que então se chamou a era dourada de Hong Kong. O sucesso dos seus filmes que recuperavam um wuxia mais clássico, como o dos anos 50 a 70, tornaram-no conhecido no Ocidente, tendo mesmo vindo a trabalhar em Hollywood em produções não muito bem recebidas pela crítica. Já no novo século, e de novo em território chinês, Tsui Hark viu o ressurgir internacional do wuxia , agora aclamado e premiado, para dar um novo fôlego à sua carreira, como o mostraria em “Sete Espadas”, um filme que se baseou no livro “Qijian Xia Tianshan” de Liang Yusheng, publicado em fascículos entre 1956 e 1957.

“Sete Espadas” conta-nos sobre o início do longo período manchu, no qual a dinastia Qing dominou a China de 1644 a 1912. Temendo sublevações nacionalistas, o governo imperial decreta a proibição da prática de artes marciais, e coloca um preço por cabeça de quem prevaricar. Quem se aproveita disso é o ex-general renegado Fire-wind (Sun Honglei), que usa um exército de mercenários para varrer as aldeias em busca de praticantes de artes marciais, muitas vezes dizimando toda a aldeia para assim aumentar o seu resgate junto do governo. Quando um ex-oficial, agora rebelde, Fu Qingzhu (Liu Chia-Liang), resiste, roubando as placas com os nomes dos mortos, e lutando contra os homens de Fire-wind, é perseguido e ferido. Fu é recolhido por Wu Yuanyin (Charlie Yeung), a quem ele salvara a vida, e é levado para a aldeia desta, onde é recebido com desconfiança, por se temer que traga a fúria dos soldados em sua perseguição. Wu Yuanyin resolve então leva-lo dali, indo com Han Zhibang (Lu Yi), o noivo da amiga dela Liu Yufang (Zhang Jingchu), em busca dos lendários guerreiros de Monte Céu. Aí, o Mestre Shadow Glow (Ma Jingwu) ouve a história, e uma vez recuperado Fu, envia quatro dos seus discípulos, Chu Zhaonan (Donnie Yen), Yang Yuncong (Leon Lai), Xin Longzi (Tai Li-Wu) e Mu Lang (Duncan Lai), que, com os três viajantes, perfazem assim as sete espadas que lutarão contra os homens de Fire-wind. As sete espadas começam por derrotar os soldados no primeiro ataque à aldeia, e decidem depois transportar todas as pessoas dali, para evitar novo ataque. Não sem antes se aventurarem a atacar Fire-wind no seu castelo, e raptarem a sua amante Pérola Verde (Kim So-yeon), por quem Chu Zhaonan (coreano como ela) se apaixonará. Só que na aldeia há um traidor, e o grupo é seguido. Quando Chu Zhaonan e Pérola Verde voltam ao castelo para descobrir o tesouro de Fire-wind, são aprisionados. Ela é morta por um Fire-wind magoado pelo ciúme, mas antes que este mate Chu Zhaonan, os seus seis companheiros chegam e salvam-nos, matando o general, enquanto no acampamento dos fugitivos, Liu Yufang descobre e mata o traidor. Morto o general, as sete espadas sabem que nada ainda está ganho. A solução está na capital do império, para onde se dirigem agora.

Vindo de quem vem, não espanta que “Sete Espadas” tenha sido delineado como um filme de wuxia puro, menos interessado na beleza estética da paisagem e cenários, nem com as tramas shakespearianas que vinham marcando o género nos últimos anos. Temos aqui um filme de acção, onde todos os personagens se definem pela forma como encaram as artes marciais, do malvado Fire-wind que usa a sua restrição para ganhar dinheiro, aos desinteressados homens da montanha, que apenas querem defender quem delas precisa. Pelo meio definem-se os aldeões, quer os que, temerosos, preferem abdicar do heroísmo para sobreviver, quer, sobretudo, aqueles como Wu Yuanyin e Han Zhibang, que vêem nas espadas que lhes são dadas um meio de se transcenderem, ascendendo a algo mais que a vida triste de obediência e sacrifício que conhecem até aí.

Com temas paralelos na ambição Manchu, no crescimento de Liu Yufang (a professora que passa de acossada a salvadora), e na história dos escravos coreanos Pérola Verde e Chu Zhaonan (ela concubina à força, que vai descobrir que é melhor morrer livre, que viver escrava; ele transcendendo-se pelas artes marciais, e dando-lhe a escolher essa liberdade), o filme deixa-se levar sempre pelos confrontos armados, onde as próprias sete espadas (desenhadas pelo próprio Tui Hark), são objecto de culto e ritualismo, como personagens de pleno direito. O que fica é, portanto, inúmeras sequências de combates, onde cada guerreiro (e por inerência cada arma empunhada) se revelam com uma personalidade única na luta, dando-lhe assim a cor que outros filmes do género procuram, usando poesia e metáforas.

Com uma clara homenagem ao clássico de Kurosawa “Os Sete Samurais” (Shichinin no samurai, 1954) – não só pelo número sete, mas também pela ideia de um pequeno grupo de guerreiros disposto a defender uma aldeia assolada por bandidos – há, ainda assim, algum equilíbrio entre a acção pura e o desenvolvimento de personagens, que fazem de “Sete Espadas” mais do que um seco filme de acção. Bem recebido na China, “Sete Espadas” não teve a mesma sorte internacionalmente, talvez porque o público estava habituado ao wuxia como um género altamente dramático, e onde a acção surgia como um complemento estético. Talvez por isso, e mesmo percebendo-se no final do filme, que a porta estava em aberto para sequelas – desejo confessado amiúde por Tsui Hark –, elas nunca vieram a acontecer.

O elenco de "Sete Espadas" (Qi jian, 2005), de Tsui Hark

Produção:

Título original: Qi jian/七劍 [título inglês: Seven Swords]; Produção: Film Workshop / Beijing Ciwen Digital Oriental Film & TV Production Co. / Boram Entertainment / City Glory Pictures Ltd.; Produtores Executivos: Hong Bong-Chui, Shi Nansun, Raymond Bak-Ming Wong, Zhang Yong; País: Hong Kong / China / Coreia do Sul; Ano: 2005; Duração: 143 minutos; Distribuição: Mandarin Films Distribution, The Weinstein Company (EUA); Estreia: 29 de Julho de 2005 (China), 20 de Outubro de 2005 (Portugal).

Equipa técnica:

Realização: Tsui Hark; Produção: Tsui Hark, Ma Zhongjun, Lee Joo-ick, Pan Zhizhong; Produtores Associados: Cheung Chi-Sing, Sung Goh, Woo Ming-Yat, Kam Yung-Tak; Argumento: Tsui Hark, Cheung Chi-sing, Chun Tin-nam [a partir do livro “Qijian Xia Tianshan” de Liang Yusheng]; Música: Kenji Kawai; Fotografia: Keung Kwok-man, Herman Yau, Choi Shung-fai [fotografia digital]; Montagem: Angie Lam; Design de Produção: Yang Zhanjia; Direcção Artística: Eddy Wong; Figurinos: Shang Li-Ya; Caracterização: Man Yun-Ling; Efeitos Visuais: Jack Ho Ineke, Majoor, Peter Webb.

Elenco:

Leon Lai [como Li Ming] (Yang Yuncong), Donnie Yen (Chu Zhaonan), Charlie Yeung (Wu Yuanying), Sun Honglei (General Fire-Wind), Lu Yi (Han Zhibang), Kim So-yeon (Pérola Verde), Liu Chia-Liang (Fu Qingzhu), Zhang Jingchu (Liu Yufang), Tai Li-Wu (Xin Longzi), Duncan Lai [como Kwan-Tat Chow] (Mu Lang), Jason Pai [como Piao Pai] (Liu Jingyi), Chi Kuan-Chun (Qiu Dongluo), Huang Peng (Guan Sandao), Ma Jingwu (Master Shadow Glow), Michael Wong (Prince Dokado (as Man-Tak Wong), Wong Chi Man (Twelve Guardians (Shan Zhi, Guerreiro de Fire-wind), Kun Gu (Twelve Guardians (Bang Muzi, Guerreiro de Fire-wind), Zhen-Bao Liu (Twelve Guardians (Tu Xing, Guerreiro de Fire-wind), Tang Tengfei (Twelve Guardians (Shi Shou, Guerreiro de Fire-wind), Guo Feng-Qiang (Twelve Guardians (Hei Jiu, Guerreiro de Fire-wind), Lin Hai-Bin (Twelve Guardians (San Gen, Guerreiro de Fire-wind), Zhang Xie (Twelve Guardians (Tu Shi, Guerreiro de Fire-wind), Jie Zhang (Twelve Guardians (Mao Lang, Guerreiro de Fire-wind), Li Haitao (Twelve Guardians (Si Yilang, Guerreiro de Fire-wind), Liu Ming Zhe (Twelve Guardians (Jiao Ci, Guerreiro de Fire-wind), Chen Jiajia (Twelve Guardians (Kualo, Guerreira de Fire-wind), Guang-Jin Jiang (Twelve Guardians (San Zi, Guerreiro de Fire-wind).

Anúncios