Etiquetas

, , , , ,

Se é verdade que nem de só dos três Sergios (Leone, Corbucci e Sollima) se fez o chamado «western spaghetti», é também verdade que a prova do tempo os deixou como os vencedores, aqueles que hoje mais frequentemente se apontam como os autores definitivos daquele género que atravessou os anos 60 e entrou nos 70 do século passado.

Embora aqui tenhamos olhado apenas para doze filmes, foram várias centenas aqueles que, com produção italiana, muitas vezes em colaborações com outros países europeus (RFA, França e Espanha, geralmente), envolvendo actores destes países ou dos Estados Unidos, viram a luz do dia, enchendo alguns mercados, e cativando um enorme público, ávido de aventuras sujas de uma mística de western mais virada para os tiroteios, as imprevisibilidades de carácter e os anti-heróis sem objectivos ulteriores.

Mais ou menos sérios, com maiores ou menores cuidados de produção, alguns desses filmes tornaram-se filmes de culto, e alguns dos seus heróis (Django, Sartana, Sabata, Trinitá, por exemplo) tornaram-se verdadeiros mitos do cinema. Com a sua proficuidade e constância estética, o western spaghetti marcaria mesmo uma geração, a qual parece agora querer homenagear as suas influências. É exemplo a carreira mais recente de Quentin Tarantino, com “Django Libertado” (Django Unchained, 2012) e “Os Oito Odiados” (The Hateful Eight, 2015).

Mas ainda mais importante que (re)descobrir estas influências em sucessos recentes, é (re)descobrir um mundo diferente, onde estética, moral e comportamentos eram definidos de um modo único e marcante, gerando algumas obras incontornáveis do cinema universal, e trazendo-lhe incontáveis espectadores que ainda hoje olham esses tempos com uma ímpar nostalgia.

Para finalizar, fica o acradecimento a Pedro Pereira pelo texto de lançamento deste ciclo, e a Emanuel Neto, pelos inúmeros comentários que ajudam a situar cada filme. Ambos mantêm viva a chama do spaghetti no seu riquíssimo blogue Por um Punhado de Euros“, uma verdadeira bíblia spaghetti em português, e cuja visita se recomenda vivamente.

Textos adicionais
A lista de filmes

Anúncios