Etiquetas

, ,

Tsai Ming-liang

Agosto traz-nos a oportunidade de deitarmos um olhar ao cinema provocante de Tsai Ming-liang, o realizador malaio-chinês, que filma em Taiwan.

Nascido em 1957, Tsai Ming-liang começou por filmar para televisão, em Hong Kong, mas foi já no cinema de Taiwan que a sua voz criativa se fez notar, ganhando, logo com a sua segunda longa-metragem a admiração de Vezeza.

Pertencendo à chamada «Segunda Nova Vaga de Taiwan», o seu cinema caracteriza-se por um ritmo lento, de planos fixos, enorme distanciamento emocional para com os personagens e encenação minimalisma. Os seus temas são geralmente a alienação dos jovens, num afastamento do mundo em seu redor, e em constantes dificuldades (dir-se-ia mesmo desinteresse) de comunicação. Estes surgem-nos com histórias que roçam o absurdo e o surreal, com temas recorrentes carregados de simbologia, com os cenários molhados, ou obsessões que levam a experimentações sexuais entre objecto e o corpo humano.

Textos adicionais

Advertisements