Etiquetas

, ,

Imagem promocional de Alice no País das Maravilhas (Alice in Woderland, 2010) de Tim Burton

Mesmo que não seja uma completa novidade, é uma tendência do novo século: filmar contos de fadas clássicos com personagens de carne e osso. Todos eles são conhecidos, todos (ou quase) são motivo recorrente de versões animadas, muitos deles contam com filmes clássicos da Disney. Neste século surgiram as reinterpretações em «live action», com re-imaginações e introdução de novas abordagens na narrativa convencional. Não são necessariamente melhores que os filmes mais antigos, mas são geralmente motivos para reunir grandes elencos, e enormes produções, recheadas das maiores novidades em efeitos especiais e, consequentemente, resultando em grandes sucessos de bilheteira.

• 2003: Peter Pan – P. J. Hogan
• 2007: Enchanted (Uma História de Encantar) – Kevin Lima
• 2010: Alice in Wonderland (Alice no País das Maravilhas) – Tim Burton
• 2011: Red Riding Hood (A Rapariga do Capuz Vermelho) – Catherine Hardwicke
• 2012: Snow White and the Huntsman (A Branca de Neve e o Caçador) – Rupert Sanders
• 2012: Mirror Mirror (Espelho Meu, Espelho Meu! Há Alguém Mais Gira do Que Eu?) – Tarsem Singh
• 2013: Jack the Giant Slayer (Jack, o Caçador de Gigantes) – Bryan Singer
• 2013: Hansel & Gretel: Witch Hunters (Hansel & Gretel: Caçadores de Bruxas) – Tommy Wirkola
• 2014: Into the Woods (Caminhos da Floresta) – Rob Marshall
• 2014: Maleficent (Maléfica) – Robert Stromberg
• 2014: La belle et la bête [Beauty and the Beast] – Christophe Gans
• 2015: Cinderella (Cinderela) – Kenneth Branagh
• 2015: Pan (Pan: Viagem à Terra do Nunca) – Joe Wright
• 2016: The Huntsman: Winter’s War (O Caçador e a Rainha do Gelo) – Cedric Nicolas-Troyan
• 2016: Alice Through the Looking Glass (Alice do Outro Lado do Espelho) – James Bobin
• 2016: The BFG (O Amigo Gigante) – Steven Spielberg
• 2016: Pete’s Dragon (O Meu Amigo Dragão) – David Lowery
• 2016: The Jungle Book (O Livro da Selva) – Jon Favreau

Anúncios