Etiquetas

, , ,

Jia Zhangke

Abril será o mês em que olharemos para a filmografia de Jia Zhangke, o realizador chinês que é considerado figura de proa da chamada «sexta geração» do cinema daquele país.

Nascido em 1970, Jia Zhangke pertence à juventude que testemunhou a mudança política decorrente da morte de Mao-Tsé Tung, e da abertura de Deng Xiao Ping, no que viria a tornar-se a economia mista de um país e dois sistemas.

Tendo começado no circuito independente, ainda estudante, Jia Zhangke veria a aprovação da sua obra pelo Estado Chinês a partir de 2004. Mas já antes, tal como aconteceu desde aí, os filmes de Jia Zhangke chegavam ao Ocidente, principalmente nos festivais europeus, onde o realizador tem recebido inúmeras nomeações e alguns prémios. É desse cinema, de matriz quase documental, acompanhando a alienação da juventude das décadas de 1970 e 1980, de crítica à absorção de uma cultura pop global que não compreende, que se faz a obra de Jia Zhangke, que A Janela Encantada acompanhará durante cinco fins-de-semana.

Textos adicionais

Anúncios