Etiquetas

, ,

Esther Williams em "A Rainha do Mar" (Million Dollar Mermaid, 1952) de Mervyn LeRoy

Esther Williams nasceu em 1921, viveu para as piscinas, e viria a tornar-se actriz em 1941, quando Louis B. Mayer a convenceu a assinar pela MGM, o que Williams fez, na ressaca do desgosto de não poder competir nos Jogos Olímpicos de 1940, cancelados devido à Segunda Guerra Mundial. Pela mão da MGM, Esther Williams criou um nicho no universo do cinema musical, no qual se tornaria rainha. O das coreografias aquáticas em elaborados conjuntos sincronizados em piscina.

Embora nem todos os seus filmes sejam integrados em tal género, tendo passado por algumas comédias românticas “a seco”, e alguns dramas (principalmente no final da sua carreira), era na piscina que Esther Williams fascinava o público, criando uma imagem de marca, hoje ainda inconfundível.

São esses filmes, musicados em refrescantes coreografias dentro de água, que aqui se listam, marcando um momento único do cinema mundial, entre as décadas de 1940 e 1950.

• 1944: Bathing Beauty (Escola de Sereias) – George Sidney
• 1945: Thrill of a Romance (Romance Sensacional) – Richard Thorpe
• 1945: Ziegfeld Follies (As Mil Apoteoses de Ziegfeld) [segmento: “A Water Ballet” – Merrill Pye]
• 1947: This Time for Keeps (A Tentação de Todos) – Richard Thorpe
• 1948: On an Island with You (Numa Ilha com Ela) – Richard Thorpe
• 1949: Neptune’s Daughter (A Rainha das Sereias) – Edward Buzzell
• 1950: Duchess of Idaho (A Duquesa Apaixonada) – Robert Z. Leonard
• 1950: Pagan Love Song (A Canção Pagã) – Robert Alton
• 1951: Texas Carnival (Carnaval no Texas) – Charles Walters
• 1952: Skirts Ahoy! (Três Raparigas Modernas) – Sidney Lanfield
• 1952: Million Dollar Mermaid (A Rainha do Mar) – Mervyn LeRoy
• 1953: Dangerous When Wet (A Sereia Perigosa) – Charles Walters
• 1953: Easy to Love (Fácil de Amar) – Charles Walters
• 1955: Jupiter’s Darling (A Favorita de Júpiter) – George Sidney

Advertisements