Etiquetas

, , , , , , , , , , ,

Total RecallSinopse:

Douglas Quaid (Arnold Schwarzenegger) tem sonhos recorrentes sobre Marte, e um dia decide oferecer-se umas férias virtuais, com memórias implantadas pela Rekall Inc. de uma viagem como agente secreto a Marte. Mas algo corre mal e ao voltar ao seu dia a dia, Quaid é perseguido, e sofre vários atentados contra a sua vida. Sem saber o que se passa, Quaid recebe uma gravação de si próprio, aparentemente feita antes de a sua memória ter sido apagada. Para descobrir a verdade sobre a sua identidade, Quaid terá de viajar até Marte e envolver-se numa vida de espionagem, que o fará constantemente interrogar-se se está acordado ou apenas a viver a experiência virtual que pagou na Rekall Inc.

Análise:

A partir de um conto do prolífico autor Philip K. Dick “We Can Remember It For You Wholesale”, Ronald Shusett e Dan O’Bannon criaram “Desafio Total”, um filme que passou por várias etapas (e argumentistas), tendo inicialmente sido encabeçado por Dino De Laurentiis, o qual queria trabalhar com David Cronenberg. Após o fracasso de “Duna” (Dune, 1984), produzido por si, De Laurentiis desinteressou-se do género de ficção científica, e tal abriu caminho à entrada da Carolco Pictures, que trouxe um novo alento ao projecto, com a chegada de Arnold Schwarzenegger e do realizador Paul Verhoeven.

Sob a direcção de Verhoeven, “Desafio Total” (um dos filmes mais caros de 1990) torna-se um movimentado filme de acção, sem recuos perante cenas de violência, ou de nudez, o que valeria ao filme inicialmente uma classificação X-rated. Note-se a presença de Sharon Stone, a qual se tornaria famosíssima pouco depois, sob a mão do mesmo Verhoeven, no thriller erótico “Instinto Fatal” (Basic Instinct, 1992).

Como habitual nas histórias de Philip K. Dick, o qual usava a sua esquizofrenia como inspiração para cenários de realidades virtuais e percepções alteradas, a história de “Desafio Total” gira em torno de um homem que busca a sua verdadeira identidade, e as suas memórias.

Esse homem é Douglas Quaid (Arnold Schwarzenegger), que vive atormentado por sonhos recorrentes, nos quais que se vê em Marte. Para encontrar algum alívio, Quaid vai até à Rekall Inc., empresa que implanta memórias de férias exóticas, e paga pela memória de uma experiência em Marte como agente secreto. Só que nem tudo corre bem, pois supostamente Quaid tem bloqueios no seu cérebro, criados por um anterior apagamento da sua memória. A partir daí a sua vida muda, com todos os seus conhecidos a tentarem matá-lo, e com uma mensagem de si próprio (chamando-se Hauser, agente secreto), a colocá-lo na rota de Marte, para descobrir quem de facto é.

O filme torna-se então um jogo de gato e de rato entre Quaid (ou Hauser) e a sua memória, que se move por entre conspirações políticas em Marte, e nunca nos dá a resposta sobre quem de facto ele é, e se tudo o que vemos é a sua caminhada em direcção à descoberta, ou apenas o viver do sonho que pagou na Rekall Inc.

Com “Desafio Total” Verhoeven realizou uma história dinâmica e cheia de imprevistos, e que, além de entreter, nos desafia a imaginação. Nas suas mãos o filme é um misto de acção e suspense, sempre com aquela pitada de humor que Arnold Schwarzenegger coloca na sua interpretação.

Mas o que mais se destaca no filme é o seu design, com escolhas estéticas verdadeiramente notáveis para a época. Particular destaque assumem os mutantes (ao que consta segundo ideias de Cronenberg, cuja visão marcou parte do filme) e, claro, os efeitos especiais que, por muito datados que hoje pareçam, foram revolucionários em 1990 garantindo ao filme um Oscar especial.

O filme teve um remake com o mesmo nome, realizado em 2012 por Len Wiseman, e com Colin Farrell no principal papel.

Produção:

Título original: Total Recall; Produção: Carolco Pictures / Ronald Shusett Productions; Produtores Executivos: Mario Kassar, Andrew G. Vajna; País: EUA; Ano: 1990; Duração: 108 minutos; Distribuição: TriStar Pictures; Estreia: 1 de Junho de 1990 (EUA), 27 de Julho de 1990 (Portugal).

Equipa técnica:

Realização: Paul Verhoeven; Produção: Buzz Feitshans, Ronald Shusett; Argumento: Ronald Shusett, Dan O’Bannon, Gary Goldman; História: Ronald Shusett, Dan O’Bannon, Jon Povill [a partir do conto “We Can Remember It For You Wholesale” de Philip K. Dick ]; Fotografia: Jost Vacano [cor por Technicolor]; Efeitos Especiais de Caracterização: Rob Bottin; Design de Produção: William Sandell; Montagem: Frank J. Urioste; Figurinos: Erica Edell Phillips; Música: Jerry Goldsmith; Produtores Associados: Elliot Schick, Robert Fentress; Directores de Produção: Anuar Badin, Terry Collis; Direcção Artística: James E. Tocci, José Rodríguez Granada; Cenários: Robert Gould; Efeitos Visuais: Rexford Metz; Efeitos Especiais: Thomas L. Fisher; Caracterização: Jefferson Dawn, Craig Berkely, Robin Weiss.

Elenco:

Arnold Schwarzenegger (Douglas Quaid / Hauser), Rachel Ticotin (Melina), Sharon Stone (Lori), Ronny Cox (Vilos Cohaagen), Michael Ironside (Richter), Marshall Bell (George / Kuato), Michael Champion (Helm), Mel Johnson Jr. (Benny), Roy Brocksmith (Dr. Edgemar), Ray Baker (Bob McClane), Rosemary Dunsmore (Dr. Lull), David Knell (Ernie), Alexia Robinson (Tiffany), Dean Norris (Tony), Mark Carlton (Barman), Debbie Lee Carrington (Thumbelina), Lycia Naff (Mary), Bobby Costanza (Harry), Michael LaGuardia (Stevens).