Etiquetas

, , , , , , , , , ,

Rebecca of Sunnybrook FarmSinopse:

Proveniente de uma família pobre, com uma mãe a cuidar de muitos filhos, Rebecca (Mary Pickford) é enviada a viver com as suas austeras tias Jane (Mayme Kelso) e Miranda (Josephine Crowell). Mas nem tudo corre de feição a Rebecca, pois é mal vista na comunidade por vir de uma família pobre e pela sua atitude rebelde. A partir de então Rebecca vai viver uma série de peripécias, onde se vai impor a quem antes a julgara, aquecendo os seus corações, e conquistando até o seu amor.

Análise:

A prova de que nem toda a comédia americana das primeiras décadas de Hollywood era o burlesco caricaturável que nos deu grandes cómicos como Chaplin, Keaton, Lloyd, etc, é a carreira de Mary Pickford, aquela que muitos chamam a primeira super-estrela do cinema mundial.

Distinguindo-se dos seus pares, Mary Pickford especializou-se em comédias de tom mais ligeiro, e muitas vezes de carácter romântico. Primeiro em curtas-metragens, e depois em longas-metragens, Pickford granjeou uma tal popularidade, tanto no drama como na comédia, que o seu nome era sinónimo de sucesso comercial. O seu jeito irreverente, ar doce, e longos caracóis que ostentava como imagem de marca, faziam dela uma figura popular e amada, o que levou a que fosse mesmo apelidada de “America’s Sweetheart” (A Namorada da América).

Cedo Pickford montou a sua própria produtora (ela que seria uma das fundadoras da United Artists), escolhendo filmes e equipas com quem trabalhar, e é da sua Mary Pickford Pictures, pelas mãos de um dos seus realizadores preferidos, o seu amigo Marshall Neilan, que surge este “Rebecca of Sunnybrook Farm”, com argumento da famosa Frances Marion.

Em “Rebecca of Sunnybrook Farm”, filmado a partir do livro Kate Douglas Wiggin, o qual fora já adaptado à Broadway por Kate Douglas Wiggin e Charlotte Thompson, Pickford surge na sua típica de adolescente rebelde, mas doce e bem intencionada. Filha de uma mãe viúva, Rebecca é forçada a ir viver com as tias Miranda (Josephine Crowell), descrita como uma fria disciplinadora, e Jane (Mayme Kelso) descrita como desiludida por um coração partido.

Sucedem-se então as peripécias entre as quais Rebecca tenta agradar (mas acabando por chocar) às tias. Tem que se confrontar com a menina bonita da terra, Minnie Smellie (Violet Wilkey), vai à escola, vende de porta em porta, tenta ajudar uma família pobre, e acaba num circo. O filme é por isso uma colecção de pequenos episódios onde se destaca o confronto entre Rebecca e Minnie, pleno de irreverência e imaginação, mostrando-nos como Pickford, com a sua expressividade natural conseguia sozinha levar o filme às costas. Dada a sua capacidade de parecer mais jovem que na verdade era (Mary Pickford tinha então 23 anos, mas não aparenta mais de 15), Rebecca pode ainda crescer no epílogo do filme, surgindo como uma mulher pronta para amar o seu admirador Adam Ladd (Eugene O’Brien).

Como não podia deixar de ser, o filme, um veículo feito à medida para Pickford, foi um enorme êxito de bilheteira, ajudando a estabelecer a persona artística de Mary Pickford.

A história foi filmada outras vezes, sendo a mais popular a interpretada por Shirley Temple, intitulada “A Garota da Rádio” (Rebecca of Sunnybrook Farm, 1938), realizada por Allan Dwan. Embora também um sucesso no seu tempo, falta-lhe a inocência descontraída do filme de Mary Pickford.

Produção:

Título original: Rebecca of Sunnybrook Farm; Produção: Mary Pickford Company; País: EUA; Ano: 1917; Duração: 69 minutos; Distribuição: Artcraft Pictures Corporation; Estreia: 22 de Setembro de 1917 (EUA).

Equipa técnica:

Realização: Marshall Neilan; Produção: Marshall Neilan; Argumento: Frances Marion [a partir do livro Kate Douglas Wiggin, e da peça de teatro de Kate Douglas Wiggin e Charlotte Thompson]; Fotografia: Walter Stradling [preto e branco]; Direcção Artística: Wilfred Buckland.

Elenco:

Mary Pickford (Rebecca Randall), Eugene O’Brien (Adam Ladd), Helen Jerome Eddy (Hannah Randall), Charles Ogle (Mr. Cobb), Marjorie Daw (Emma Jane Perkins), Mayme Kelso (Jane Sawyer), Jane Wolfe (Mrs. Randall), Josephine Crowell (Miranda Sawyer), Jack McDonald (Reverendo Jonathan Smellie), Violet Wilkey (Minnie Smellie), F.A. Turner (Mr. Simpson), Kate Toncray (Mrs. Simpson), Emily Gerdes (Clara Belle Simpson).

Anúncios