Etiquetas

, , , , , , , , ,

The FlySinopse:

François Delambre (Vincent Price) recebe um telefonema da cunhada Helene (Patricia Owens) que lhe conta ter acabado de matar o marido Andre (David Hedison). Acompanhado da polícia, François constata que o irmão Andre foi completamente prensado, o que não entende, pois sabe que François e Helene se amavam. Vendo Helene correr o risco de ser condenada por assassino, e temendo pela sua sanidade mental quando esta parece demasiado preocupada em capturar uma mosca de cabeça branca, François e o inspector Charas (Herbert Marshall) conseguem que finalmente ela lhes conte a história incrível do que se passou.

Em flashback, Helene conta como o seu marido, à beira de uma enorme descoberta científica, misturou, sem querer, o seu ADN com o de uma mosca, com catastróficos resultados, levando-o a desejar a própria morte.

Análise:

Com argumento de James Clavell (o seu primeiro), a partir de um conto de George Langelaan, “A Mosca”, de Kurt Neumann, insere-se numa categoria de filmes populares nos anos 50. Ela é a ficção científica de terror, baseado em transformações que levam ao aparecimento de monstros, que foi inspirada na ideia das mutações genéticas e cenários apocalípticos, sugeridos pelo advento da era da energia atómica.

“A Mosca”, no entanto, distingue-se de outros filmes desta categoria, pelo modo sóbrio e subtil com que a história é contada, longe do sensacionalismo de acção barata, habitual no género. Para além disso goza ainda de uma história muito humana, onde a dor de um casal se sobrepõe à exploração dos sustos e terror propriamente dito.

Com um Vincent Price num papel um pouco mais secundário do que o habitual, o filme começa por se centrar num mistério: porque matou Helene (Patricia Owens) o marido (David Hedison) que tanto amava? Esse mistério é mantido com mestria por Kurt Neumann que, não se mostra apressado em chegar às cenas terríficas, preferindo manter-nos suspensos nessa ideia de que só algo muito incrível poderá ter motivado a acção de Helene.

É por isso que só passada meia hora Neumann levanta a ponta do véu, inciando o flashback que mostrará a história de Andre. Esta é mais uma vez (na tradição de Frankenstein, isto é, o Prometeu moderno), a história do cientista que quis ser Deus, interferindo em coisas que não consegue controlar, e pagando pela sua arrogância intelectual com a própria vida.

A tragédia chega-nos com maior peso pelo afecto que reconhecemos no casal, e pelo modo como juntos lutam contra o inevitável, até decidirem pôr um fim à vida do ser em que, ao jeito de “A Metamorfose” de Kafka, Andre se viria a transformar.

Com uma interpretação sentida de Patricia Owens, a presença sólida de Vincent Price, uma fotografia elegante e efeitos especiais bastante credíveis para a época, o filme tornou-se rapidamente um clássico, Tal sucesso originaria duas sequelas, “O Regresso da Mosca” (Return of the Fly, 1959) de Edward Bernds e “Curse of the Fly” (1965) de Don Sharp, a primeira das quais, também com Vincent Price. O filme teve um remake quase 30 anos depois, pela mão de David Cronenberg, o muito celebrado “A Mosca” (The Fly, 1986), com Jeff Goldblum no principal papel. Este mesmo filme teve a sua própria sequela em “A Mosca II” (The Fly II, 1989) realizado por Chris Walas.

Produção:

Título original: The Fly; Produção: Twentieth Century-Fox Film Corporation; País: EUA; Ano: 1958; Duração: 90 minutos; Distribuição: Twentieth Century-Fox Film Corporation; Estreia: 14 de Julho de 1958 (EUA).

Equipa técnica:

Realização: Kurt Neumann; Produção: Kurt Neumann; Argumento: James Clavell [a partir de um conto de George Langelaan]; Música: Paul Sawtell; Fotografia: Karl Struss (filmado em Cinemascope, cor por DeLuxe); Direcção Artística: Theobold Holsopple, Lyle R. Wheeler; Cenários: Eli Benneche, Walter M. Scot; Efeitos Especiais: L.B. Abbottt; Montagem: Merrill G. White; Figurinos: Charlie LeMaire, Adele Balkan; Caracterização: Ben Nye.

Elenco:

David Hedison [como Al Hedison] (Andre Delambre), Patricia Owens (Helene Delambre), Vincent Price (François Delambre), Herbert Marshall (Inspector Charas), Kathleen Freeman (Emma), Betty Lou Gerson (Enfermeira Andersone), Charles Herbert (Philippe Delambre), Eugene Borden (Dr. Ejoute) [não creditado], Torben Meyer (Gaston) [não creditado].

Anúncios