Etiquetas

, ,

O meu ciclo - Victor Afonso

O Futuro Distópico

por Victor Afonso
autor do blog O Homem que sabia Demasiado

Utopia e distopia, dois conceitos diferentes mas que sempre tiveram grande repercussão na história do cinema. Mais fascinante do que a utopia, é a distopia, caracterizada por uma abordagem apocalíptica do homem e da vida, por narrativas pessimistas expostas num futuro sem esperança e, não raras vezes, manietado pela supremacia malévola da tecnologia.

Nos filmes distópicos, o homem é um elemento alegórico da sua verdadeira natureza, uma espécie de fantoche manipulado por forças totalitárias, negras e ocultas (ou nem tanto) que o condenam a uma existência errante e de sobrevivência. O Estado e os seus interesses sócio-políticos, que oprimem a vontade individualista do homem e o transforma numa massa disforme, representam apenas uma das facetas dos filmes distópicos. A outra faceta é a vertente menos benéfica das invenções técnicas e tecnológicas que tornam o homem escravo e um ser alienado no seio de uma sociedade regida por regras bizarras e castradoras da liberdade. Uma sociedade perigosa, totalitária e violenta.

Sim, a maior parte dos filmes distópicos são catalogados no género de ficção científica futurista, mas a verdade é que revelam elementos da realidade concreta do presente quotidiano.

"Blade Runner" de Ridley Scott

Filmes aconselhados:

  • “Metropolis” (Metropolis, 1927) de Fritz Lang
  • [The Pier] (La Jetée, 1962) de Chris Marker (curta-metragem)
  • “O Processo” (The Trial, 1962) de Orson Welles
  • “Alphaville” (Alphaville: Une étrange aventure de Lemmy Caution, 1965) de Jean-Luc Godard
  • “Grau de Destruição” (Fahrenheit 451, 1966) de François Truffaut
  • “Laranja Mecânica” (A Clockwork Orange, 1971) de Stanley Kubrick
  • “THX 1138” (THX 1138, 1971) de George Lucas
  • “O Herói do Ano 2000” (Sleeper, 1973) de Woody Allen
  • “No Céu Tudo É Perfeito” (Eraserhead, 1977) de David Lynch
  • “Stalker” (Stalker, 1979) de Andrei Tarkovsky
  • “Blade Runner – Perigo Iminente” (Blade Runner, 1982) de Ridley Scott
  • “Experiência Alucinante” (Videodrome, 1983) de David Cronenberg
  • “1984” (1984, 1984) de Michael Radford
  • “Brazil – O Outro Lado do Sonho” (Brazil, 1985) de Terry Gilliam
  • (Waiting for Godot, 2001) de Michael Lindsay-Hogg
Anúncios