Etiquetas

, , , , , , , , , , ,

Lust for a Vampire“Prazeres de Vampira” foi o segundo filme da Hammer da chamada trilogia Karnstein, baseada nas personagens de J. Sheridan Le Fanu. Realizado por Jimmy Sangster (“Os Horrores de Frankenstein”), com os mesmos produtores, argumentista e uma equipa muito próxima da de “As Amantes do Vampiro”, este filme teve como protagonista Yutte Stensgaard.

Sinopse:
Em 1830 uma jovem camponesa é convidada a entrar numa carrugem quando seguia pelo campo. No castelo Karnstein o sangue da rapariga é usado pelo conde Karnstein para dar vida a Carmilla. Recém-chegado à região, o escritor Richard Lestrange ouve falar do castelo e vai visitá-lo, contra as indicações do estalajadeiro. É surpreendido por um grupo de mulheres que ele toma por vampiras, mas são de facto alunas de uma escola feminina, guiadas pelo professor Giles Barton. Lestrange acompanha-os e torna-se professor na escola. Ao testemunhar a chegada de uma nova aluna, Mircalla, Lestrange fica imediatamente apaixonado. Mircalla seduz a sua companheira de quarto, Susan, e depois de a morder, esta desaparece. Temendo um escândalo a directora Miss Simpson, recusa-se a chamar a polícia, contra o conselho de Janet Playfair, também professora na escola. Entretanto, Giles Barton, companheiro de quarto de Lestrange, e curioso estudante de genealogias, começa a perceber a verdade sobre os Karnsteins, e pede a Mircalla que o encontre no castelo, à noite. Ao revelar-lhe que sabe quem ela é, e se oferecer como seu servo, Mircalla morde-o, matando-o. Quando o corpo do professor é encontrado, a condessa, mãe de Mircalla, mais uma vez convence Miss Simpson a não chamar a polícia, declarando a morte como falha cardíaca, sob o testemunho do seu médico, que é afinal o conde Karnstein. Janet desconfia de que algo se passa, e tenta convencer Lestrange a ajudá-la, mas ao mencionar o nome de Mircalla, este recusa-se. Lestrange lê o trabalho de Barton e desconfia que Mircalla seja uma vampira, ainda assim não lhe resiste, e os dois começam uma relação romântica. Janet finalmente vai à polícia e o Inspector Heinrich inicia uma investigação, desconfiando do médico que autopsiou os cadáveres, e obrigando Miss Simpson a chamar o pai de Susan. O inspector descobre o corpo de Susan num poço abandonado, mas ao tentar sair, a corda é cortada e ele próprio cai lá dentro morto. Mircalla ouve Janet a tentar convencer Lestrange, e sedu-la para o seu quarto, mas o crucifixo de Janet repele-a. Ao chegar, Raymond Pelley, o pai de Susan, rejeita a teoria do ataque cardíaco e pede para exumar o corpo da filha. São encontradas duas marcas no pescoço de Susan, e o povo da aldeia decide queimar o castelo Karnstein, sob o comando do bispo. Ao perceber o que se passa Lestrange tenta deter a multidão. No castelo após terspassarem o cocheiro dos Karnstein, a multidão incendeia o castelo. Lestrange entra para salvar Mircalla, mas apenas chega a tempo de a ver ser trespassada por uma trave em chamas. O conde e a condessa desaparecem, enquanto Raymond Pelley salva Lestrange das chamas.

Análise:
“Prazeres de Vampira” é o segundo filme feito a partir das personagens de J. Sheridan Le Fanu. Sob a orientação de Jimmy Sangster, o famoso argumentista de tantos dos clássicos da Hammer, volta a saga da vampira Carmilla/Mircalla, desta vez interpretada por Yutte Stensgaard. Se Stensgaard não tem o exotismo de Ingrid Pitt, contrapõe com uma maior candura, que a torna por natureza sedutora em contraste com o seu instinto assassino. Mais uma vez a história não foge ao tema do lesbianismo, com inúmeras cenas de sedução e de sexo entre mulheres. Yutte Stensgaard surge nua diversas vezes, como vinha sendo hábito na Hammer nos anos 70. Sem termos o papel clássico do caçador de vampiros, o oponente tem aqui o ambíguo papel de aliado, já que Richard Lestrange (interpretado por Michael Johnson), é um playboy que usa a sua fama de escritor como cartão de visita, e se insinua junto de todas as mulheres. Curioso ver por isso como o predador se torna presa da vampira por quem se apaixona. A história é talvez mais elaborada e menos previsível que a do primeiro filme, embora a sequência inicial do renascimento, e a final do incêndio pareçam retiradas de um qualquer filme da série Drácula. Com esse pressuposto note-se também como o Conde Karnstein (Mike Raven) parece um sósia de Christopher Lee, de quem imita a pose, e até a colocação da voz. Por isso mesmo, os close-ups dos seus olhos parecem imagens retiradas de filmes com Christopher Lee. Com um ambiente aparentemente leve, trazido pela alegria da escola das raparigas, o tom vai escurecendo à medida que Mircalla se vai revelando, não faltando as visitas ao cemitério, e os interiores decadentes do castelo dos vampiros, num afirmar dos clichès do gótico da Hammer. Jimmy Sangster conduz portanto um filme superior ao seu precedente, mostrando que aprendeu bem a lição dos clássicos da Hammer. O papel de Ralph Bates fora escrito para Peter Cushing, que declinou devido a doença.

Produção:
Título original: Lust for a Vampire; Produção: EMI / Hammer Film Productions; País: Reino Unido; Elstree Studios; Ano: 1971; Duração: 91 minutos; Distribuição: Anglo-EMI Film Distributors Ltd; Estreia: 17 de Janeiro de 1971 (Inglaterra), 17 de Maio de 1974 (Portugal).

Equipa técnica:
Realização: Jimmy Sangster; Produção: Harry Fine e Michael Style; Argumento: Tudor Gates, baseado em personagens criadas por J. Sheridan Le Fanu; Fotografia: David Muir (filmado em Technicolor); Direcção Artística: Don Mingaye; Montagem: Spencer Reeve; Música: Harry Robinson; Supervisão Musical: Philip Martell; Caracterização: George Blackler; Guarda-roupa: Laura Nightingale.

Elenco:
Barbara Jefford (Condessa Herritzen), Ralph Bates (Giles Barton), Suzanna Leigh (Janet Playfair), Yutte Stensgaard (Mircalla Herritzen/Carmilla Karnstein), Michael Johnson (Richard Lestrange), Helen Christie (Miss Simpson), Mike Raven (Conde Karnstein), Harvey Hall (Inspector Heinrich), Michael Brennan (Estalajadeiro), Pippa Steel (Susan Pelley), Judy Matheson (Amanda), Caryl Little (Isabel), David Healy (Raymond Pelley), Jonathan Cecil (Biggs), Eric Chitty (Professor Herz), Jack Melford (Bispo), Christopher Neame (Hans), Kirsten Lindholm (Rapariga da aldeia).

Anúncios