Etiquetas

, , , , , , , ,

A Christmas StoryO Natal aproxima-se e o pequeno Ralphie (Peter Billingsley) tem um sonho, obter como prenda uma espingarda verdadeira. Não uma qualquer, mas uma Red Rider BB Gun. À sua volta todos lhe dizem que ainda furaria um olho com ela, mas ele não desiste. Por entre a confusão caseira, as peripécias escolares e os confrontos com os miúdos brigões que encontra no caminho, Ralph vai passando os seus dias sonhando com a forma de tornar esse Natal o melhor da sua vida, nesta história familiar, passada nos anos 40.

 
 

Análise:

As adaptar algumas das suas histórias ao cinema, o escritor humorista Jean Shepherd criou o argumento de um filme que parece antes de mais um reviver do seu próprio passado, envolto em longínquas memórias de Natal. O realizador Bob Clark, até aí principalmente conhecido pelo slasher “Black Christmas” (1974) e pela comédia de adolescentes “Porky’s” (1981), consegue aqui um um filme sóbrio, e bastante belo. Devido à reputação do realizador o filme acabou ignorado pelo público, mas aos poucos, graças ao vídeo e DVD, tem vindo a ser redescoberto. De facto “Uma História de Natal” não procura a gargalhada fácil, mas sim gerar sorrisos através da forma simples (necessariamente infantil) de uma criança colocar em perspectiva o mundo que a rodeia. Mostrando-nos o dia a dia de uma família de classe média americana dos anos 30 ou 40, Bob Clark traz-nos os dramas de Ralphie (Peter Billingsley). Estes são eventos tão corriqueiros como a disputa sobre um candeeiro entre a sua mãe (Melinda Dillon) e pai (Darren McGavin); conseguir decifar charadas de um programa de rádio, evitar os rufias que encontra no caminho da escola; sobreviver aos castigos, quando diz o seu primeiro palavrão em frente aos pais; e claro, ter a sua espingarda de sonho pelo Natal. Mas mais que os eventos isolados, “Uma História de Natal” é uma viagem no tempo, feita com saudade por alguém que nos mostra como através dos olhos de uma criança o Natal pode ser desprovido de significados transcendentes, mas é ainda um cantinho especial para a imaginação e memória. Shepard narra o filme como um Ralphie adulto, que recorda um Natal muito especial, mas que afinal poderia ser qualquer outro, uma vez que para uma criança qualquer Natal é único. Neste render à nostalgia o filme recorda um pouco “Os Dias da Rádio” (Radio Days, 1987) de Woody Allen, e não espanta por isso que alguns dos acontecimentos nos surjam com intensidade ou importância estranhas a um adulto. Se o Natal foi feito para as crianças, se calhar todos os adultos deveriam ver este filme, para ganharem uma maior perspectiva sobre como para a pequenada o que mais importa é bem diferente do que possamos pensar. Ou quem sabe o devam ver para se lembrarem de como eles também já foram assim. “Uma História de Natal” consegue isso, de modo divertido e humano, e por isso corre o risco de se tornar um clássico.

Produção:

Título original: A Christmas Story; Produção: Metro-Goldwyn-Mayer (MGM); País: EUA/Canadá; Ano: 1983; Duração: 94 minutos; Distribuição: MGM/UA Entertainment Co.; Estreia: 18 de Novembro de 1983 (EUA), 23 de Dezembro de 1984 (Portugal).

Equipa técnica:

Realização: Bob Clark; Produção: René Dupont e Bob Clark; Argumento: Jean Shepherd, Leigh Brown e Bob Carter [baseado no livro “In God We Trust, All Others Pay Cash” de Jean Shepherd]; Guarda-roupa: Mary E. McLeod; Música: Carl Zittrer e Paul Zaza; Montagem: Stan Cole; Direcção Artística: Reuben Freed; Fotografia: Reginald H. Morris; Efeitos Especiais: Martin Malivoire; Caracterização: Ken Brooke; Cenários: Gavin Mitchell e Mark Freeborn.

Elenco:

Melinda Dillon (Mãe), Darren McGavin (Pai), Peter Billingsley (Ralphie), Ian Petrella (Randy), Scott Schwartz (Flick), R.D. Robb (Schwartz), Tedde Moore (Miss Shields), Yano Anaya (Grover Dill), Zack Ward (Scut Farkus), Jeff Gillen (Pai Natal), Les Clarson (Vendedor de Árvores de Natal), Patty Johnson (Elfa Chefe), Drew Hocevar (Elfo), David Svoboda (Criança com Capacete), Dwayne McLean (Black Bart), Helen E. Kaider (Bruxa Má), Jean Shepherd (Voz de Ralphie como adulto).

Anúncios