A Ameaça de Andrómeda, 1971

Etiquetas

, , , , , , , , , , , ,

The Andromeda StrainSinopse:
A queda de um satélite sobre uma pequena povoação do Novo México, nos Estados Unidos, resulta na estranha morte de todos os habitantes, à excepção de um velho e de um bebé. Temendo um possível contágio, a equipa de investigadores sob o comando do doutor Jeremy Stone (Arthur Hill) recolhe o satélite e as testemunhas para os analisar num laboratório secreto e isolado, sob fortes medidas de segurança, conhecido como projecto Wildfire. Cedo se começa a perceber que o que quer que tenha chegado à Terra conjuntamente com o satélite é de origem extraterreste, e pode por em causa toda a vida na Terra. Continuar a ler

O regresso

Etiquetas

É Setembro e a Janela Encantada, depois de um período de publicações mais espaçadas, volta ao seu ritmo habitual.

Retoma-se hoje o ciclo “Mestres da ficção científica”, agora na sua fase final, o qual decorrerá às Segundas e Sextas-feiras. Em simultâneo continua, às Quartas-feiras, o ciclo integral de Alfred Hitchcock, neste momento já nos anos 50, e o olhar quinzenal, aos Sábados, sobre ligações entre a Música Clássica e o Cinema. Novidade é a rubrica “As minhas listas”, que semanalmente sugerirá listas de filmes, por género, estilo, escola, estética, etc. algumas das quais inspiraram ou inspirarão ciclos na Janela.

A meio do mês teremos um novo ciclo dedicado a “Marilyn Monroe”, inserido num super-ciclo intitulado “Divas de Hollywood”. O ano terminará com um ciclo dedicado à “Era Dourada do cinema japonês”, com especial incidência nas filmografias de Yasujiro Ozu, Akira Kurosawa e Kenji Mizogushi. Para mais novidades na programação, basta consultar a página Introdução.

Um abraço a todos aqueles que vão espreitando a Janela, e bons filmes!

Lista: Hammer Horror

Etiquetas

, , , , , , , , , ,

Hammer Horror

Em 1957, com a estreia de “A Máscara de Frankenstein” (The Curse of Frankenstein, 1957) de Terence Fisher, a Hammer Film Productions, uma produtora inglesa de pouca nomeada, tornou-se finalmente notada. A partir de então, seguindo uma fórmula que consistia em ressuscitar clássicos do terror, de cores, com décors barrocos, num ambiente gótico tipicamente britânico, a produtora definiu um estilo, e deu ao cinema novas estrelas, como o realizador Terence Fisher e os actores Peter Cushing e Christopher Lee. Seguem-se os filmes da produtora no domínio do terror.

• 1957: The Curse of Frankenstein (A Máscara de Frankenstein) – Terence Fisher
• 1957: The Abominable Snowman [EUA: The Abominable Snowman of the Himalayas] – Val Guest
• 1958: Dracula [EUA: Horror of Dracula] (O Horror de Drácula) – Terence Fisher
• 1958: The Revenge of Frankenstein (A Vingança de Frankenstein) – Terence Fisher
• 1959: The Hound of the Baskervilles (O Cão dos Baskervilles) – Terence Fisher
• 1959: The Mummy (A Múmia) – Terence Fisher
• 1959: The Man Who Could Cheat Death – Terence Fisher
• 1960: The Brides of Dracula (As Noivas de Drácula) – Terence Fisher
• 1960: The Two Faces of Dr. Jekyll [EUA: House of Fright; ou Jekyll's Inferno] – Terence Fisher
• 1961: The Curse of the Werewolf (A Maldição do Lobisomem) – Terence Fisher
• 1961: Shadow of the Cat – John Gilling
• 1961: Taste of Fear [EUA: Scream of Fear] – Seth Holt
• 1962: Captain Clegg [EUA: Night Creatures] – Peter Graham Scott
• 1962: The Phantom of the Opera (O Fantasma da Ópera) – Terence Fisher
• 1963: The Damned [EUA: These Are the Damned] – Joseph Losey
• 1963: The Kiss of the Vampire [EUA: Kiss of Evil] – Don Sharp
• 1963: Maniac [EUA: The Maniac] – Michael Carreras
• 1963: The Old Dark House – William Castle
• 1963: Paranoiac (O Louco) – Freddie Francis
• 1964: The Curse of the Mummy’s Tomb (A Maldição da Múmia) – Michael Carreras
• 1964: The Evil of Frankenstein – Freddie Francis
• 1964: The Gorgon (A Morte Passou por Perto) – Terence Fisher
• 1964: Nightmare – Freddie Francis
• 1965: Fanatic [EUA: Die! Die! My Darling!] – Silvio Narizzano
• 1966: Dracula: Prince of Darkness (Drácula: Príncipe das Trevas) – Terence Fisher
• 1966: The Plague of the Zombies – John Gilling
• 1966: The Reptile (A Mulher Serpente) – John Gilling
• 1966: The Witches [EUA: The Devil's Own] – Cyril Frankel
• 1967: Frankenstein Created Woman (Frankenstein Criou uma Mulher) – Terence Fisher
• 1967: The Mummy’s Shroud – John Gilling
• 1968: The Devil Rides Out [EUA: The Devil's Bride] – Terence Fisher
• 1968: Dracula Has Risen from the Grave – Freddie Francis
• 1969: Frankenstein Must Be Destroyed (O Barão de Frankenstein) – Terence Fisher
• 1970: Crescendo – Alan Gibson
• 1970: Taste the Blood of Dracula – Peter Sasdy
• 1970: The Horror of Frankenstein (Os Horrores de Frankenstein) – Jimmy Sangster
• 1970: Scars of Dracula – Roy Ward Baker
• 1970: The Vampire Lovers (As Amantes do Vampiro) – Roy Ward Baker
• 1971: Blood from the Mummy’s Tomb (O Túmulo de Sangue) – Seth Holt
• 1971: Countess Dracula (A Condessa Drácula) – Peter Sasdy
• 1971: Dr. Jekyll and Sister Hyde (A Bela e o Monstro) – Roy Ward Baker
• 1971: Hands of the Ripper (As Mãos do Estripador) – Peter Sasdy
• 1971: Lust for a Vampire (Prazeres de Vampira) – Jimmy Sangster
• 1971: Twins of Evil (As Servas de Drácula) – John Hough
• 1972: Demons of the Mind – Peter Sykes
• 1972: Dracula AD 1972 – Alan Gibson
• 1972: Fear in the Night – Jimmy Sangster
• 1972: Vampire Circus (O Circo dos Vampiros) – Robert Young
• 1974: The Satanic Rites of Dracula [EUA: Count Dracula and His Vampire Bride] – Alan Gibson
• 1974: Captain Kronos: Vampire Hunter – Brian Clemens
• 1974: Frankenstein and the Monster from Hell (Frankenstein e o Monstro do Inferno) – Terence Fisher
• 1974: The Legend of the 7 Golden Vampires [EUA: The 7 Brothers Meet Dracula] – Roy Ward Baker
• 1976: To the Devil a Daughter – Peter Sykes

• 2008: Beyond the Rave [internet] – Matthias Hoene
• 2010: Let Me In (Deixa-me Entrar) – Matt Reeves
• 2011: The Resident (Perigo à Espreita) – Antti Jokinen
• 2011: Wake Wood – David Keating
• 2012: The Woman in Black (A Mulher de Negro) – James Watkins
• 2014: The Quiet Ones (The Quiet Ones – Experiência Sobrenatural) – John Pogue

As minhas listas

Etiquetas

,

Agrupar filmes em géneros é algo tão antigo como o próprio cinema. Com toda a subjectividade que o exercício encerra, é-nos conveniente listar, agrupar, comparar, relacionar. Seja por género, estilo, escola, corrente, tema, etc. não resistimos a essa abstracção que nos ajuda de certo modo a arrumar as nossas ideias e movimentar-nos no imenso oceano de filmes que conhecemos e/ou queremos conhecer.

Esta rubrica tem por objectivo sugerir algumas listas. Começando por aquelas que originaram os primeiros ciclos de A Janela Encantada, as listas serão diversificadas, tal como todo o blogue. Evitar-se-ão filmografias de realizadores ou actores, pois essas podem ser facilmente consultadas noutros locais da internet. Tentar-se-á que elas sejam exaustivas e, se possível, úteis.

O Violino Vermelho, 1998

Etiquetas

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

The Red ViolinSinopse:
Em Montréal decorre o leilão de um famoso violino há muito desaparecido, conhecido como o Violino Vermelho, de Niccolò Bussotti (Carlo Cecchi). Através de uma série de flashbacks, acompanhamos a história do violino, desde o momento da sua criação no século XVII, passando por uma série de episódios de fascínio e exuberância musical. Estes decorrem pelas mãos de um rapazinho órfão (Christoph Koncz) na Viena do século XVIII; em Oxford com o violinista Frederick Pope (Jason Flemyng) no século XIX; e na China da Revolução Cultural maoísta. De volta ao século XX vemos como um investigador (Samuel L. Jackson) descobre a identidade do violino e o segredo macabro que o torna tão especial. Continuar a ler

Pânico nos Bastidores, 1950

Etiquetas

, , , , , , , , , ,

Stage FrightO segundo de dois filmes rodados na Inglaterra por Alfred Hitchcock foi “Pânico nos Bastidores”. O filme foi produzido pela Warner Bros., embora tenha sido inicialmente pensado para a sua Transatlantic Pictures. Voltando a filmar a preto e branco, depois de dois filmes a cores, Hitchcock regressava aos dramas criminais, desta vez com a novidade de trabalhar com a célebre Marlene Dietrich. Este foi também o segundo filme consecutivo com Michael Wilding, e o único de Hitchcock com Jane Wyman. Continuar a ler

Sob o Signo de Capricórnio, 1949

Etiquetas

, , , , , , , , , , , , ,

Under CapricornPara produzir o segundo filme da sua Transatlantic Pictures, Alfred Hitchcock viajou para a Inglaterra, onde já não filmava uma longa metragem desde 1940. Filmando pela terceira vez com Ingrid Bergman e pela segunda com Joseph Cotten, Hitchcok voltou a contar com um argumento de James Bridie e Hume Cronyn. “Sob o Signo do Capricórnio”, um drama psicológico e filme de época, baseia-se numa peça de teatro e, tal como no anterior “A Corda”, é constituído por longos planos-sequência de um só take. Continuar a ler

Chopin Imortal, 1945

Etiquetas

, , , , , , , , , ,

A Song to RememberSinopse:
Na Polónia do século XIX, o jovem Frédéric Chopin destaca-se como um prodígio musical, o que leva o seu professor, Joseph Elsner (Paul Muni), a insistir que o jovem seja levado a Paris. A oportunidade é forçada quando o já adulto Chopin (Cornel Wilde) é obrigado a fugir depois de insurgir publicamente contra a influência russa no seu país. Viajando com o professor Joseph Elsner, Chopin ganha a amizade do grande Frazn Liszt (Stephen Bekassy), e da poetiza George Sand (Merle Oberon), que o conseguem fazer destacar nos meios musicais parisienses. Só que, enquanto Joseph Elsner continua a lembrar Chopin que deve usar o seu talento de pianista para dar grandiosos concertos que tragam dinheiro e adeptos para a causa polaca, George Sand tudo faz para isolar Chopin do mundo, para que este componha única e exclusivamente pelo amor à arte. Continuar a ler

A Corda, 1948

Etiquetas

, , , , , , , , , , , , ,

RopeEm 1948 Alfred Hitchcock e o seu amigo Sidney Bernstein fundaram a produtora Transatlantic Pictures, através da qual o realizador procurava conseguir um maior controlo sobre os seus filmes seguintes. O primeiro filme desta nova série foi “A Corda”, um thriller criminal, baseado numa peça de teatro de Patrick Hamilton, e filmado num cenário único, com takes interrompidas apenas para mudar de bobina. Foi também o primeiro filme a cores de Hitchcock, e o primeiro filme que o juntou a James Stewart, que se tornaria um dos seus actores preferidos. Continuar a ler

O Caso Paradine, 1947

Etiquetas

, , , , , , , , , , ,

The Paradine CaseA última produção de Alfred Hitchcock para David O. Selznick foi baseada num argumento escrito pelo próprio produtor. Neste drama de tribunal, conta-se a história da queda de um brilhante advogado, devido à paixão que começa a nutrir pela sua cliente. Gregory Peck regressa como protagonista, num filme que inclui as estreias americanas de Alida Valli e Louis Jordan. O inglês Charles Laughton participa também pela segunda vez num filme de Hitchcock. Mais uma vez, o filme volta a ter um pano de fundo inglês. Continuar a ler

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 60 outros seguidores